Visitas

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Gel repara coração após ataque cardíaco


Tecido cardíaco passa por processo de 'limpeza'

Pesquisadores da Universidade da Califórnia em San Diego (EUA) criaram um hidrogel que foi capaz de reparar danos causados por infartos.
O gel criado pelos cientistas é injetado por um cateter - sem necessidade de cirurgia ou anestesia geral - e alcança as áreas danificadas. Para criar o gel, os cientistas retiram as proteínas de células específicas do coração, as refrigeram, secam e transformam em pó. As proteínas então são colocadas em um líquido para facilitar a injeção. À temperatura corporal, o líquido se transforma em um gel poroso.
Os dados foram publicados em artigo na revista especializada Science Translational Medicine.
Testes em animais e em sangue humano indicam que a substância é biocompatível - não causou efeitos adversos, como inflamação, lesões ou arritmia cardíaca (nos animais), nem interferiu na coagulação (do sangue). Segundo os cientistas, testes em humanos devem começar ainda neste ano, na Europa.
"Nossos dados mostram que este hidrogel consegue reforçar o músculo cardíaco e reduzir as cicatrizes nos tecidos de regiões danificadas pelo ataque cardíaco, o que previne a insuficiência cardíaca", diz Karen Christman, líder do estudo.

Veja Também