Visitas

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Transporte terrestre que viaja a 1220 km/h é revelado

Hyperloop usa vagões sob baixa pressão para deslocamento por tubos

Fundador do PayPal, O empresário sul-africano Elon Musk, da companhia espacial SpaceX e da empresa de veículos elétricos Tesla Motors, revelou na segunda-feira (12) um projeto de meio de transporte terrestre que viajaria a 1220 km/h – a barreira do som está em 1234 km/h. Chamado Hyperloop, o sistema ainda é um modelo teórico.
O Hyperloop consiste em uma série de vagões que circulam encapsulados dentro de um tubo. Segundo Musk, essas tubulações ficariam elevadas e instaladas sobre pilares, como uma espécie de montanha-russa, e seu interior estaria sob uma pressão muito baixa, o que permitiria que as cápsulas se movimentassem suspensas no ar.
"A viagem seria muito suave", garante Musk, esclarecendo que a energia que alimentaria os sistemas proviria de placas solares instaladas ao longo do percurso.
Segundo a propósta de Musk, um texto no blog da Tesla Motors e incluiu um relatório pormenorizado, bastariam US$ 6 bilhões para construir duas linhas de tubos, uma de ida e outra de volta, entre Los Angeles e San Francisco, nos Estados Unidos. A distância de 550 km entre as duas cidades levaria 30 minutos para ser percorrida pelas 40 cápsulas do Hyperloop, cada uma com capacidade para 28 passageiros.
"O Hyperloop é a solução para o caso específico de duas cidades entre as quais há muito tráfego e que se encontram a menos de 1500 km uma da outra", explica Musk, que considera que para maiores distâncias a viagem supersônica em avião seria "mais rápida e barata". O custo por passagem no Hyperloop seria de US$ 20, um preço muito abaixo de qualquer serviço de transporte público de longa distância nos Estados Unidos.

Veja Também