Visitas

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Direitos humanos devem ser da vítima e não do criminoso

“Sejamos diretos, toda pessoa que interfere nos direitos humanos de outra pessoa deve perder os direitos para si”.
Os direitos humanos deveriam servir para os racionais, aqueles que tomam atitudes pensando nas conseqüências. Uma pessoa que mata, estupra, seqüestra, corrompe, rouba, ou simplesmente interfere na vida de qualquer forma, deveria perder qualquer direito, como pode uma pessoa que mata ter qualquer tipo de proteção. Ela não pensou em proteger ninguém quando puxou o gatilho, ou bebeu antes de dirigir, na minha opinião, é a mesma atitude. Quando que a justiça estará do lado das pessoas afetadas pela criminalidade. Enquanto criminoso tiver privilégios, haverá criminoso. A partir do momento que criminoso for tratado como uma espécie a parte dos humanos, este criminoso pensará melhor antes de concluir o ato.
Um pai e uma mãe planejam ter um filho, quando nasce é a alegria da família, toda expectativa pelo primeiro passo, primeira palavra, primeiro dia de escola, formatura. E tudo isso desaba com um atropelamento enquanto esperava o ônibus da escola por um Humano que bebeu todas antes de pegar o volante e escolher qual família ele destruiria.

Veja Também