Visitas

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Você é homofóbico por ter medo de ser atraído

O objeto do preconceito é a homossexualidade como fenômeno, e não o homossexual enquanto indivíduo

A homofobia é sinônimo de individualidade, é querer ser livre e interferir na liberdade da outra pessoa. Ser homossexual é ter uma preferência, assim como algo que você gosta e outras pessoas não. Podemos entender a homofobia, assim como as outras formas de preconceito, como uma atitude de colocar a outra pessoa, na condição de inferioridade, de anormalidade, baseada no domínio da lógica "heteronormativa", ou seja, da heterossexualidade como padrão, norma, regra. A homofobia é a expressão do que podemos chamar de hierarquização das sexualidades. Todavia, deve-se compreender a legitimidade da forma homossexual de expressão da sexualidade humana.

Psicologia
Um dos componentes da homofobia é a projeção. Para a psicologia, a projeção é um mecanismo de defesa dos seres humanos, que coloca tudo aquilo que ameaça o ser humano como sendo algo externo a ele. Assim, o mal é sempre algo que está fora do sujeito e ainda, diferente daqueles com os quais se identifica. Por exemplo, por muitos anos, acreditou-se que a AIDS era uma doença que contaminava exclusivamente homossexuais. Dessa forma, o “aidético” era aquele que tinha relações homossexuais. Assim, as pessoas podiam se sentir protegidas, uma vez que o mal da AIDS não chegaria até elas (heterossexuais). A questão da AIDS é pouco discutida, mantendo confusões como essa em vigor e sustentando ideias infundadas. Algumas pesquisas apontam ainda para o medo que o homofóbico tem de se sentir atraído por alguém do mesmo sexo. Nesse sentido, o desejo é projetado para fora e rejeitado, a partir de ações homofóbicas.

Veja Também